Ondas Estacionárias Longitudinais

Esta pequena aplicação mostra os harmónicos produzidos num tubo de ar como exemplo de ondas estacionárias, ilustrando também o movimento das moléculas durante o processo de oscilação. (Óbviamente as partículas na realidade percorrem espaços muito menores e o movimento é muito mais rápido.) Os nodos, ou seja os pontos em que as partículas não tem movimento estão marcados com um "N". Um "A" assinala os anti-nodos, ou seja os pontos onde amplitude máxima. Note que o tubo tiver uma extremidade aberta, aí será sempre um anti-nodo, e sendo a extremidade fechada, será sempre aí um nodo!

O utilizador pode seleccionar a forma do tubo escolhendo os botões respectivos ("aberto de ambos os lados", "aberto de um lado", "fechado de ambos os lados"). Pode-se passar para o harmónico seguinte premindo o botão com a indicação "Superior" e passar para o anterior pressionando o botão "Inferior".

Se se escrever o valor do comprimento do tubo na respectiva caixa de texto e validar com "Enter", a aplicação calcula o comprimento de onda e frequência associados. Considera-se o valor da velocidade do som como 343,5 m/s, a uma temperatura de 20 °C. A influência do diâmetro do tubo foi desprezada.

This browser doesn't support HTML 5 canvas!